terça-feira, 15 de abril de 2014

O último romântico...


As cabeças rolam .... e a minha rolou ou melhor rolei a minha cabeça...

Afinal, eu tenho um posicionamento que vai na contramão de muitos.... até de minha família. Quando o assunto é sociedade, vou por caminhos onde não aceito a omissão ou o lavar de mãos para tentar viver em uma falsa paz...

Sou o que sou, errada ou certa, infelizmente não sei ser silenciosa e "disfarçada"... Tenho opinião sobre tudo, assim como todos, só que sou mudança eterna e me ganham com respeito e com argumentações que me convençam do contrário do que penso... 

Encerro hoje uma etapa, uma participação em algo que não acredito, para contribuir de outra forma  com algo que ainda acredito... sinistro!!!!  Mudo os ares, mudo meu dia a dia e mudo onde vou pairar.

Mas, antes deixo mais uma contribuição para alguns leitores "especiais" do meu blog...quase fãs, já que leem diariamente minhas postagens e dos meus comentaristas com uma sede que parecem que se embebedam e acabam interpretando entrelinhas inexistentes e surreais. 

Vejam, vocês aspirantes de cargos eletivos ou os que já o são...  não se esmaga um adversário, pois a história já mostrou que normalmente eles viram heróis, pois o imaginário popular os elevam a esta categoria.... querem exemplos? Mal comparando, a história está repleta deles.... Tiradentes, Olga Benário,  Marighella, Stuart Angel, Joana D´Arc, Che Guevara, Nelson Mandela e etc...

E nas religiões? São Paulo, Frei Beto e outros tantos até o maior de todos os mártires da fé cristã!

Então, lembro que as vezes a matemática é a ciência mais eficaz para o raciocínio...somar, multiplicar e nunca diminuir... exemplo? Em uma pequena célula de eleitores.... 15 votos e só um contra.... quando esmagamos este um.... passamos a ter mais alguns que aderem a causa do mártir... e se forem mais outros.... acabam perdendo os demais que acabam refletindo no universo a sua volta.... enfim, começam com 15 a favor e perdem o triplo mais adiante.

Sempre fui assim, livre, única e não preciso de um monte de fakes.... tenho só este pseudônimo que vou manter enquanto EU quiser!

Bem, poderia terminar este texto com a frase da "pensadora atual", subproduto desta sociedade que se faz com a contribuição de quem nos governa.... "beijinho no ombro pro recalque passar...", mas gosto mais de Lulu Santos..

O Último Romântico

"Faltava abandonar a velha escola
Tomar o mundo feito coca-cola
Fazer da minha vida sempre
O meu passeio público
E ao mesmo tempo fazer dela
O meu caminho só, único
Talvez eu seja o último romântico
Dos litorais desse Oceano Atlântico
Só falta reunir
A zona norte à zona sul
Iluminar a vida
Já que a morte cai do azul
Só falta te querer
Te ganhar e te perder
Falta eu acordar
Ser gente grande
Pra poder chorar
Me dá um beijo, então
Aperta a minha mão
Tolice é viver a vida assim
Sem aventura
Deixa ser
Pelo coração
Se é loucura então
Melhor não ter razão
Só falta te querer
Te ganhar e te perder
Falta eu acordar
Ser gente grande
Pra poder chorar..."



quinta-feira, 10 de abril de 2014

Tempo tempo tempo


É só uma questão de tempo... é só saber ser propício....

"Quando o tempo for propício
Tempo tempo tempo tempo

De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo tempo tempo tempo
E eu espalhe benefícios
Tempo tempo tempo tempo

O que usaremos prá isso
Fica guardado em sigilo
Tempo tempo tempo tempo
Apenas contigo e migo
Tempo tempo tempo tempo

E quando eu tiver saído
Para fora do teu círculo
Tempo tempo tempo tempo
Não serei nem terás sido
Tempo tempo tempo tempo

Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Tempo tempo tempo tempo
Num outro nível de vínculo
Tempo tempo tempo tempo"...



terça-feira, 25 de março de 2014

E hoje ...

Nossa, que dia sinistro dentro de mim!

Estou com a cachoeira que ficou represada, prestes a estourar... e eu, que havia escrito que não teclaria nada sobre educação em Mangaratiba... não estou aguentando!

Hoje, queria que a Câmara fosse composta de vereadores que falassem o que eu e muitos queriam ouvir...fossem eles da situação ou de oposição!

Hoje, queria que no  tema livre, falassem para o executivo sobre educação... a educação capenga e maltrapilha de Mangaratiba que vem nos humilhando e colocando na vida, milhares de cidadãos de meia pataca, incapazes de sentir que serão os próximos cidadãos produtivos de nosso município. Meninos e meninas que já não sonham mais com algo diferente do que lhes é apresentado nessa sociedade que os limita e os diminui... que já não possuem expectativas maiores do que a sombria visão que Mangaratiba oferece... que já não se projetam para daqui a 10 ou 15 anos, vivendo algo mais do que terminar o segundo grau medíocre que lhes é oferecido, por conta da meleca educacional que é o ensino fundamental.

Hoje, queria que a Casa de Leis que tem em seu colegiado, professores e "doutores" e alguns que também não tiveram oportunidades educacionais, se manifestassem em nome de nossa população, mostrando que não queremos escolas que alagam por uma chuva esperada, por simples falta de manutenção em seu prédio, cujo projeto é de Oscar Niemeyer e que nem isto os motiva a preservar.... mostrar que não queremos muros de escola desabando sobre casas do entorno, mostrar que escolas não podem ser saqueadas, por uma, duas ou três vezes em um só mês, mostrar que escolas precisam de piso, reboco e instalação elétrica e hidráulica decentes, mostrar que escolas precisam de MANUTENÇÃO... mostrar que educação se faz com respeito e dedicação e não como uma obrigação enfadonha e necessária para o curral que se agiganta em nossa terrinha.
Hoje, queria ouvir com esperança de dias melhores, que eles mostrassem que estão incomodados com o destino de nossa gente e que mesmo sendo "situação", lembrassem que não precisam ser oposição ao povo.

Hoje, queria que os nossos representantes que se dizem oposição ao governo, se situassem com esmero e não com frases ao vento e se tornassem como nós, "situação" de calamidade social e assim, se jogassem de cabeça a nossa causa.

Hoje, queria ouvir algo concreto sobre a falta de água...um debate inteligente e produtivo....
Hoje, queria ouvir algo sobre a falta de respeito das concessionárias de energia elétrica e telefonia, acalmando nosso desencanto cidadão...
Hoje, queria ouvir sobre saúde e seus problemas...
Hoje, queria ouvir sobre transporte urbano e sua realidade...
Hoje, queria ouvir sobre saneamento básico, sobre desenvolvimento econômico e social...
Hoje, queria ouvir... sobre segurança e como estamos desesperadamente abandonados a própria sorte, como se estivéssemos vivendo o Darwinismo social...ou o faroeste caboclo. Já não aguentamos tantos crimes impunes e incentivados...


Hoje, ouvir estas coisas...ajudaria e muito a manter a coragem de conviver com tudo isso e reunir forças para mudar o amanhã.


sexta-feira, 14 de março de 2014

A fazenda de café e o sonho antecipado.

Era uma vez....

Um homem foi contratado para cuidar de uma fazenda para cultivo de café.... terra fértil, com boas sementes, e que iria requerer muito, mas muitos cuidados e investimentos. Todos esperavam o bom desempenho deste capataz e entregaram todos os seus recursos para este cultivo. A ele, foram dadas as sementes e muita verba, melhor explicando, muito dinheiro para que isto fosse feito com todo o carinho e dedicação.

Naquela fazenda, as esperanças foram se tornando sonho e já imaginavam como seria depois de alguns anos as colheitas e quem sabe, poderiam além da plantação, passarem a industrializar o café e com muita qualidade, exportar para ouros lugares. Porém, o capataz, que era um tanto indolente, e que não conseguia sonhar um sonho coletivo, resolveu que poderia partir já para o final deste bonito sonho de industrializar o café, sem se importar muito ou nada com o plantio... para ele, que nada entendia de cultivo, dedicação e trabalho, bastaria deixar que as sementes fossem plantadas aleatoriamente, sem cuidados em evitar  as pragas, sem observar as regas necessárias, sem pensar no armazenamento e na capacitação dos agricultores.... para ele bastava jogar no chão e deixar a natureza se encarregar de completar seu curso.


Então, lá foi ele e seus amigos descolarem os equipamentos e as instalações para que a indústria do café estivesse pronta para as próximas colheitas.... e parece que encontrou quem quisesse vender estes equipamentos em troca de propaganda!!!

E toda aquela gente sonhadora e que já tinham algumas pequenas colheitas particulares que deram bons grãos.... aplaudiram e mais uma vez..sonharam!

Vieram as estações, vieram as colheitas, vieram as secas, vieram menores colheitas, atiraram mais sementes ao chão e elas iniciavam o processo de germinação e lá vinha a falta de regas, as ventanias e as pragas.... e a cada ano, menos grãos colhiam....

E aquela indústria sonhada.... foi abandonada aos poucos, fingiram nada perceber, mas, chegou o dia em que teriam que passar para outros estes equipamentos ou então esconder  no matagal aquilo que um dia seria ruína histórica, identificada com a seguinte placa:

" Aqui jaz um sonho que não soube ser vivido.... "


Moral da história:

Investir no hoje e na nossa competência para  ousar amanhã!